Carregando ...
Visualização do Trabalho Acadêmico
Repositório Institucional - UECE
Título:
CULTURA DE SEGURANÇA DO PACIENTE EM HOSPITAL PEDIÁTRICO: PERCEPÇÃO DOS TRABALHADORES

Autor(es):
MOTA, ZÉLIA GOMES

Palavras Chaves:
Não informado

Ano de Publicação:
2016

Resumo:
A segurança do paciente é uma das temáticas mais discutidas e que vem despertando interesse entre os profissionais envolvidos com área de saúde em todo mundo. A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a cultura de segurança do paciente em hospital pediátrico na percepção dos trabalhadores .Estudo descritivo, quantitativo, realizado em um hospital de referência em pediatria para o estado do Ceará. A amostra estratificada foi composta por 325 trabalhadores de diversos setores do hospital. Os dados foram coletados no período de agosto á setembro de 2016, por meio do Questionário de Atitudes de Segurança (Safety Attitudes Questionnares) Short Form (SAQ) 2006, sendo exportados para o software Statistical Package for the Social Sciencies (SPSS) versão 20.0 e calculadas frequências relativas, medidas de tendência central, de dispersão, realizados com um nível de significância α = 0,05 e um intervalo de confiança de 95%. Para a comparação da média das variáveis quantitativas, o ponto de corte para avaliação positiva da cultura de segurança foi ≥ 75 pontos. O SAQ foi mensurado pela pontuação total e pelos seus seis domínios. Os resultados apresentaram um predomínio de trabalhadores do sexo feminino (85%), (30,7%) de técnicos de enfermagem, (27,7%) de médicos e (11,6%) de enfermeiros, com regime de trabalho classificado como sem vínculo caracterizados por profissionais, cooperados e terceirizados, (49,9%) e com vínculos, ligados ao Ministério da Saúde e a Secretaria de Saúde do Estado (44,6%). A média do tempo de trabalho na área foi de 21anos ou mais anos, (20,6%), seguidos de 5 a 10 anos (19,7%). Evidenciou-se avaliação positiva no domínio Satisfação no trabalho, com média 83,91, percecepção positiva de 82,2% dos trabalhadores, indicando que, por mais que existam dificuldades nos ambientes de trabalho, os profissionais manifestaram gostar de suas atividades, e do setor em que trabalham. Os demais domínios apresentaram avaliação negativa para a cultura de segurança, (<75%). Concluiu-se que a segurança do paciente é prioritariamente conduzida com trabalho em equipe, havendo a necessidade de participação nos níveis político, estratégico e operacional de forma integrada envolvendo a alta direção e trabalhadores do hospital com foco na qualidade da comunicação dos profissionais, pacientes, familiares e gestores, a partir do processo
de educação permanente, feedback dos trabalhadores após a notificação de erros, não culpabilização e sim, responsabilização.
Palavras-chave: Segurança do paciente. Pediatria. Saúde. Enfermagem.

Abstract:
Patient safety is one of the most discussed issues that has been attracting interest among healthcare professionals worldwide. The present study aimed to evaluate patient safety culture in pediatric hospital perception of workers. A descriptive, quantitative study performed at a referral hospital in pediatrics for the entire state of Ceará. The stratified sample was composed of 325 employees from various sectors of the hospital. The data were collected from August to September 2016 through the 2006 Short Attitude Questionnaire (SAQ) and exported to the Statistical Package for Social Sciences (SPSS) version 20.0 and calculated Relative frequencies, central tendency, dispersion measurements, performed with a significance level α = 0.05 and a 95% confidence interval. For the comparison of the mean of the quantitative variables, the cut-off point for positive evaluation of the safety culture was ≥ 75 points. SAQ was measured by the total score and its six domains. The results showed a predominance of female workers (85%), among professionals (30.7%) of nursing technicians, (27.7%) doctors and (11.6%) nurses, with (49.9%) and with ties, linked to the Ministry of Health and the State Department of Health (44.6%). The average working time in the area was 21 years or more, (20.6%), followed by 5 to 10 years (19.7%). There was a positive evaluation in the field of Job Satisfaction, with a mean of 83.91%, indicating that, although there are difficulties in the work environment, professionals expressed the appreciation of their activities, and of the sector in which they work. The other domains presented negative evaluation for the safety culture, (<75%). It was concluded that patient safety is primarily conducted through teamwork, and there is a need for participation at the political, strategic and operational levels in an integrated manner involving senior management and hospital workers with a focus on the quality of communication professionals, patients, Family and managers, from the process of permanent education, feedback from workers after reporting errors, not blame and yes, accountability.
Keywords: Patient safety. Pediatrics. Health. Nursing.

Tipo do Trabalho:
Dissertação

Referência:
MOTA, ZÉLIA GOMES. CULTURA DE SEGURANÇA DO PACIENTE EM HOSPITAL PEDIÁTRICO: PERCEPÇÃO DOS TRABALHADORES. 2016. 95 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico ou Profissional em 2016) - Universidade Estadual do Ceará, , 2016. Disponível em: Acesso em: 21 de junho de 2021

Universidade Estadual do Ceará - UECE | Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - DETIC
Política de Privacidade e Segurança
Build 4