Carregando ...
Visualização do Trabalho Acadêmico
Repositório Institucional - UECE
Título:
ANÁLISE DE LEXIAS „TABUS‟ NA AUDIODESCRIÇÃO DE IMAGENS ESTÁTICAS DE SEXO EXPLÍCITO NO FILME A HISTÓRIA DA ETERNIDADE

Autor(es):
MONTEIRO, FELIPE VIEIRA

Palavras Chaves:
Não informado

Ano de Publicação:
2018

Resumo:
Historicamente, as pessoas com deficiência foram colocadas à margem da sociedade, esquecidas, ignoradas e até mesmo eliminadas. Com o passar dos anos, percebeu-se que a deficiência não está na pessoa e, sim, na sociedade. O desenvolvimento de ferramentas de tecnologia assistiva, a exemplo da audiodescrição (AD), um recurso de acessibilidade comunicacional que traz benefícios ao traduzir a informação visual em informação verbal, possibilita às pessoas com deficiência visual o acesso por meio de outro sentido, que não o da visão. O objetivo do trabalho é refletir sobre escolhas lexicais na audiodescrição fílmica, do ponto de vista da consultoria, e contribuir com a expertise desses profissionais. Ao buscar a atualização do estado da arte da roteirização em AD, identificamos lacunas em pesquisas acadêmicas de ADs fílmicas que abordem a linguagem descritiva e as escolhas lexicais em cenas eróticas; dos trabalhos no Brasil que abordam o erotismo na AD encontramos apenas os trabalhos de Franco e Monteiro (2011) e Nóbrega (2015). Surgiu daí a motivação para esta pesquisa, no sentido de fomentar e problematizar nessa área do conhecimento a produção linguística nas audiodescrições e as expressões consideradas „tabus‟. O presente estudo é uma pesquisa descritiva das escolhas tradutórias feitas em roteiros de audiodescrição do filme dramático A história da eternidade (2014), em cujos fragmentos das imagens estáticas apresentam conteúdo erótico. O arcabouço teórico abordou o conceito de „linguagem tabu‟ (BARBOSA, 1986; ORSI, 2011), do conceito de intencionalidade/ aceitabilidade (KOCH; TRAVAGLIA, 2007) e gênero fílmico (TURNER, 1997; GERBASE, 2009).
Palavras-chave: Deficiência visual. Audiodescrição fílmica. Imagens estáticas. Conteúdo erótico. Linguagem e adequação linguística da AD.

Abstract:
Historically, people with disabilities have been put on the margins of society, forgotten, ignored, even eliminated. Throughout the years, it was acknowledged that disability does not belong to the person, but to society itself. The development of assistive technological tools, such as audio description (AD), a communication accessibility device that succeeds in translating visual information into verbal output, makes it possible for people with visual impairment the access to information through a sense other than sight. The objectives of the study are to reflect upon lexical choices in filmic audio description, from the perspective of the reviewer, as well as to contribute to the expertise of such a professional. When searching for the state-of-the-art of AD scriptwriting, gaps concerning descriptive language and lexical choices in erotic scenes were identified in academic research about filmic AD. In Brazil, the studies of Franco & Monteiro (2011) and of Nóbrega (2015) represent the only ones that approach eroticism in AD. That was motivation enough to embark on this study, that aims at discussing linguistic production in audio descriptions and the so-called „taboo‟ expressions or terms. The present study is a descriptive research about the translation choices found in audio description scripts of the drama feature film A História da Eternidade (The history of eternity) (2014), whose selected scenes include static images of erotic content. The methodology used followed the theoretical concepts of “taboo language” (BARBOSA, 1986; ORSI, 2011), “intentionality / acceptability” (KOCH; TRAVAGLIA, 2007) and of “filmic genre” (TURNER, 1997; GERBASE 2009).
Keywords: Visual impairment. Filmic audio description. Static images. Erotic content. AD language and linguistic adequacy.

Tipo do Trabalho:
TCC

Referência:
MONTEIRO, FELIPE VIEIRA. ANÁLISE DE LEXIAS „TABUS‟ NA AUDIODESCRIÇÃO DE IMAGENS ESTÁTICAS DE SEXO EXPLÍCITO NO FILME A HISTÓRIA DA ETERNIDADE. 2018. 54 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em 2018) - Universidade Estadual do Ceará, , 2018. Disponível em: Acesso em: 27 de outubro de 2020

Universidade Estadual do Ceará - UECE | Departamento de Informática - DI
Política de Privacidade e Segurança
Build 1