Carregando ...
Visualização do Trabalho Acadêmico
Repositório Institucional - UECE
Título:
CULTIVO DE Sarcocornia ambigua (Michx.) M.A. Alonso & M.B. Crespo IRRIGADA COM EFLUENTE SALINO

Autor(es):
ALVES, PAULO RICARDO

Palavras Chaves:
Não informado

Ano de Publicação:
2016

Resumo:
A salinização do solo e da água é um problema que afeta a maioria absoluta das regiões áridas e semiáridas do planeta. O cultivo de halófitas em áreas degradadas pela salinização é uma alternativa para reutilização do solo, e destino para efluentes com salinidade elevada. Dentre as halófitas pertencentes à flora brasileira, encontra-se a Sarcocornia ambigua, uma planta da faixa costeira que tolera elevados níveis de salinidade intersticial e que pode atuar na fitorremediação de áreas sujeitas a degradação por sais. Objetivou-se neste trabalho cultivar Sarcocornia ambigua e monitorar seu desenvolvimento, ganho de biomassa, eventos fenológicos, bem como analisar os teores de solutos orgânicos e inorgânicos presentes nessa halófita cultivada no semiárido cearense. O cultivo foi realizado na Fazenda Canafístula, em Ocara, CE, entre os anos de 2014 e 2015, em uma área de 400m2, dividida em quatro áreas de 100m2 (T1, T2, T3 e T4) sendo monitoradas aos 15, 30, 45, 75, 90 e 105 dias após estabilização (DAE) as taxas de crescimento relativo (TCR) e absoluto (TCA) em duas lâminas de irrigação, sendo uma vez ao dia em T1 e T2, e duas vezes em ao dia em T3 e T4. A adubação ocorreu somente em T3 e T4. Houve coletas de plantas aos 60, 90 e 120 dias após o plantio (DAP) para análise laboratorial (solutos orgânicos e inorgânicos), além de coleta de sementes para teste de germinação. Foram mensurados os ganhos de massa fresca e seca da planta, e acompanhamento do ciclo fenológico entre junho de 2014 e maio de 2015. As maiores TCR e TCA ocorreram nas áreas com uma irrigação se sem adubação. Observou-se um melhor desenvolvimento de S. ambigua na segunda safra, tanto para crescimento quanto para ganho de massa. O monitoramento da fenologia de S. ambigua demonstra a adaptação desta planta ao ambiente semiárido, uma vez que ela atinge todas as fenofases de seu ciclo perene com uma irrigação de 30 minutos ao dia. Os solutos orgânicos e inorgânicos não apresentaram variações significantes entre os dias de coleta. Conclui-se que a Sarcocornia ambigua apresentou um crescimento regular, porém suas sementes tem índice de germinação inferior às de ambiente nativo. As maiores produções e produtividades ocorreram biomassa ocorreram na segunda safra.
Palavras-chave: Desenvolvimento. Semiárido. Biomassa.

Abstract:
Salinization of soil and water is a problem that affects the majority of arid and semi-arid regions of the planet. Salt cultivation in areas subject to salt degradation could be alternative for reuse of the soil, and destination for wastewater with high salinity. One of the halophytic belonging to Brazilian flora, is ambiguous, a coastal plant Sarcocornia that tolerates high levels of salinity and interstitial which can act on phytoremediation of degraded by salts. The aim in this study was growing of Sarcocornia ambigua and monitoring biomass gain, phenological cycle, as well as analyzing the levels of organic and inorganic solutes present in that Halophyte in the semiarid. The cultivation was conducted at Farm Canafístula, Ocara, CE, between 2014 and 2015, in an area of 400 m2, divided into four areas of 100 m2 (A1, A2, A3 and A4) being monitored 15, 30, 45, 75, 90 and 105 days after stabilisation (DAS) relative growth rates (RGR) and absolute (RGA) in two irrigation frequencies , and once a day in A1 and A2, and two times in A3 and A4, and fertilizing only in A3 and A4. Samples of plants were collected at 60, 90 and 120 days after planting (DAP) for laboratory analysis (organic and inorganic solutes), and collecting seeds for germination test. Gains were measured in fresh and dry, and monitoring phenological cycle between June 2014 and may 2015. The largest RGR and RGA occurred in areas with an irrigation without fertilization. There was a better development of S. ambigua from the second harvest, both for growth and for biomass gain. Monitoring the phenology of S. ambigua demonstrates the adaptation of this plant to the semi-arid environment, since it hits all the phenophases of perennial cycle with a 30 minute irrigation day. The organic and inorganic solutes did not show significant variations between the days of collection. It appears that the regular growth presented S. ambigua, but seeds showing lower germination index they the native environment. The biggest production and productivity of biomass occurred in areas with an irrigation and without fertilizer.
Keywords: Development. Semiarid. Biomass.

Tipo do Trabalho:
Dissertação

Referência:
ALVES, PAULO RICARDO. CULTIVO DE Sarcocornia ambigua (Michx.) M.A. Alonso & M.B. Crespo IRRIGADA COM EFLUENTE SALINO. 2016. 98 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico ou Profissional em XX) – Universidade Estadual do Ceará, , 2016. Disponível em: Acesso em: 22 de outubro de 2020

Universidade Estadual do Ceará - UECE | Departamento de Informática - DI
Política de Privacidade e Segurança
Build 1