Carregando ...
Visualização do Trabalho Acadêmico
Repositório Institucional - UECE
Título:
Chover, mas chover de mansinho: desastres naturais e chuvas extremas no estado do Ceará

Autor(es):
Monteiro, Jander Barbosa

Palavras Chaves:
Não informado

Ano de Publicação:
2011

Resumo:
Na década de 1940, 26% dos brasileiros habitavam áreas urbanas. Esse número aumentou consideravelmente e, na década de 2000, chegou a 80%. Essa urbanização também significou maior impermeabilização do solo, edificação nas várzeas, canalização dos rios e riachos, etc. (CUNHA, 2006). A urbanização significou uma maior possibilidade de desastres naturais. No Estado do Ceará, há notícias de dois tipos de desastres naturais: a estiagem e as inundações das cidades. Por isso, esta pesquisa discute estatisticamente (através da técnica dos quantis) quais são os valores normais para a chuva no Estado do Ceará em 30 anos (1980 a 2009). A pesquisa também avalia sinais de impactos socioambientais associados a desastres naturais no período de 2001 a 2009. No final, sugere-se uma elaboração de um Sistema de Informação Geográfica (SIG) que analisaria episódios de chuvas extremas e informa a possibilidade de desastres naturais. Para atingir aqueles objetivos foi realizada uma pesquisa documental na: Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME) e na Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Estado do Ceará (CEDEC). Depois foi feita uma revisão da definição de desastre natural, ameaça, vulnerabilidade, risco e dos métodos de investigação cientifica do banco de dados chamado: Emergency Events Database – EM-DAT. O resultado do exame dos decretos de situação de emergência, de estado de calamidade pública e a quantidade de pessoas atingidas por estiagens ou inundações mostram que esses desastres naturais no Estado do Ceará são recorrentes. Em muitas cidades do Ceará há sinais de vulnerabilidade social e ambiental. As cidades do Ceará não estão preparadas para enfrentar as estiagens ou inundações. Mesmo em situação de risco, as comunidades e os governos não costumam tomar medidas preventivas ou mitigatórias. Os custos econômicos, financeiros e emocionais da reconstrução das cidades atingidas por desastres naturais (R$ 1,1 bilhões) são onze vezes maiores do que os gastos com prevenção (R$ 100 milhões). Evitar a ocorrência dos desastres naturais talvez seja impossível. Mas é possível minimizar seus efeitos. Palavras-chave: Desastre natural; Vulnerabilidade socioambiental; Medidas mitigatórias.

Abstract:
In the 1940s, 26% of Brazilians lived in urban areas. This number has increased dramatically and in the 2000s, reached 80%. This also meant urbanization: increased soil sealing, building in floodplains, canalization of rivers and streams, etc. (Cunha, 2006). Urbanization it meant a greater likelihood of natural disasters. In Ceará, there are reports of two types of natural disasters: drought and flooding towns. Therefore, this research discusses statistically (using the technique of quantiles) what are the normal values for rain in Ceará State in 30 years (1980-2009). The survey also assesses signs of environmental impacts associated with natural disasters from 2001 to 2009. In the end, we suggest a development of a Geographic Information System (GIS) to analyze episodes of extreme rainfall and the possibility informs natural disasters. To achieve these objectives we conducted a survey in the documentary: Ceará Foundation for Meteorology and Water Management (FUNCEME) State Coordination of Civil Defense of the State of Ceara (CEDEC). Then, a review was made of the definition of natural disaster, threat, vulnerability, risk, and methods of scientific investigation of databases called: Emergency Events Database (EM-DAT). The test result of the decrees of emergency, state of public calamity and the number of people affected by droughts or floods show that these natural disasters in the State of Ceara are recurrent. In many cities of Ceara have signs of social and environmental vulnerability. Cities of Ceara are not prepared to deal with droughts or floods. Even in under risk, communities and governments tend not to take preventive measures or mitigation. The economic costs, financial and emotional reconstruction of cities affected by natural disasters (U.S. $ 628 million) is eleven times greater than spending on prevention (U.S. $ 59 million). Prevent the occurrence of natural disasters is perhaps impossible. But you can minimize its effects. Keywords: Natural disasters, social and environmental vulnerability, mitigation.

Tipo do Trabalho:
Dissertação

Referência:
Monteiro, Jander Barbosa. Chover, mas chover de mansinho: desastres naturais e chuvas extremas no estado do Ceará. 2011. 198 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico ou Profissional em 2011) - Universidade Estadual do Ceará, , 2011. Disponível em: Acesso em: 19 de junho de 2024

Universidade Estadual do Ceará - UECE | Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - DETIC
Política de Privacidade e Segurança
Build 1