Carregando ...
Visualização do Trabalho Acadêmico
Repositório Institucional - UECE
Título:
Pedagogia libertadora do Movimento 21: em defesa da terra, da água e da vida na Chapada do Apodi

Autor(es):
Araujo, Reginaldo Ferreira De

Palavras Chaves:
Movimentos Sociais e educação. Movimento 21. Aprendizagens

Ano de Publicação:
2021

Resumo:
Após o assassinato do ativista ambiental e líder comunitário José Maria Filho, conhecido como Zé Maria do Tomé, ocorrido em 21 de abril de 2010, num contexto de tensões entre empresas do agronegócio e comunidades de camponeses na Chapada do Apodi, nos municípios de Limoeiro do Norte e Quixeré, na divisa do estado do Ceará com o Rio Grande do Norte, no Nordeste brasileiro, vários movimentos sociais e grupos acadêmicos, atuantes na região, pressionaram para que fossem punidos os responsáveis pelo assassinato. Após tamanha violência e, em referência à data desse trágico acontecimento, é constituído, então, o Movimento 21 (M 21) que assume o combate à contaminação ambiental causada pelo uso de agrotóxicos, e a situação de exploração dos (as) trabalhadores (as) das empresas de fruticultura irrigada na região. Essa pesquisa apresenta uma investigação que tem como objetivo analisar o papel educativo do M21 na organização e enfrentamento do agronegócio na Chapada do Apodi. Para tanto, buscaremos compreender o processo de sua constituição e os aprendizados e saberes oportunizados na práxis político-pedagógica que realiza. Os procedimentos metodológicos incluíram levantamento bibliográfico, o registro fotográfico, a realização de entrevistas e a análise documental. Através desse estudo, constatamos que o Movimento 21 tem um papel educativo e de formação, não só para os movimentos sociais da região, mas também para as comunidades e trabalhadores (as) que têm contato com o agrotóxico. Nesse cenário, reconhecemos o papel imprescindível da Universidade, pois o encontro do conhecimento cientificamente elaborado e o saber popular complementa a ambos, na medida que as instituições científicas que compõem o Movimento 21, como a FAFIDAM/UECE (LECAMPO e MAIE), NATERRA/UECE e o Núcleo TRAMAS/UFC realizam suas pesquisas baseadas nos depoimentos e saberes dos(as) trabalhadores(as), e, em contraponto, reelaboram o conhecimento científico para ser repassado de forma didática à população, ou seja, através de uma linguagem simples produzem materiais, como almanaque, jogo da memória, filmes, documentários, debates, palestras, seminários, entrevistas e a Semana Zé Maira do Tomé. No momento que a população passa a ter o contato com esse saber, cria-se uma consciência a fim de reivindicar e resistir aos ataques na região do Vale do Jaguaribe, principalmente contra o uso de veneno na produção da agroindústria.

Abstract:
After the environmental activist and community leader José Maria Filho, known as Zé Maria do Tomé, was killed on April 21st, 2010, in the midst of tensions between agribusiness companies and farming communities in Chapada do Apodi (Limoeiro do Norte and Quixeré counties, at the border between the federal States of Ceará and Rio Grande do Norte, in Northeastern Brazil), several social movements and academic groups who work in that region exerted pressure in order to see the responibles for the crime be punished. In response to the killing and as a reminder of the exact date it took place, the Movimento 21, or M21, was set up. This movement also dedicates itself to fighting against environmental contamination through agrotoxics and the exploitative conditions male and female workers are exposed to in local irrigated fruit-producing companies. The present research presents an investigation which aims at analysing the educational role of M21 in organising workers and confronting agribusiness in Chapada do Apodi. To fulfill this purpose, we tried to understand how the movement came to be created, and what kind of education and knowledge it spreads in its politico-pedagogical practice. Methodological proceedings included bibliographical reseach, photographical registers, interviews and document analysis. As a result of this investigation it can be stated that M21 occupies a specific place in education and training, not only for the social movements of that region, but also for communities and workers who are exposed to agrotoxics. In this context, the fundamental importance of University turns evident, since academically elaborated knowledge and popular know-how complement each other: scientific institutions which form part of M21, such as FADIDAM/UECE (LECAMPO e MAIE), NATERRA/UECE and the cluster TRAMAS/UFC research on the basis of workers' statements and knowledge, and then transform scientific facts into didactic material for the population by using simple language and producing almanacs, memory games, films, documentaries, debates, speeches, seminaries, interviews and the Zé Maria do Tomé Week. As soon as people have contact with this education their awareness broadens so that they make demands and resist against attacks in the Jaguaribe Valley region, mainly against the use of toxics in agroindustrial production.

Tipo do Trabalho:
Dissertação

Referência:
Araujo, Reginaldo Ferreira De. Pedagogia libertadora do Movimento 21: em defesa da terra, da água e da vida na Chapada do Apodi. 2020. 139 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico ou Profissional em 2020) - Universidade Estadual do Ceará, Limoeiro do Norte, 2020. Disponível em: Acesso em: 19 de julho de 2024

Universidade Estadual do Ceará - UECE | Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - DETIC
Política de Privacidade e Segurança
Build 1